segunda-feira, 30 de maio de 2011

Entrego-me...


Por: Irisbel Correia

Entrego-me a você como se não existisse mais nada de possível escrever em mim tudo que te imaginas. Ainda é cedo! Não me importo se teu passado te encheu de cicatrizes... Elas são as pistas que me inquietam para decifrar esse mistério e me conduzem até você. Esse é o momento, apresenta-me a sua história. Nessa evolução não há repetições. Viva comigo a saudade do que não foi e ainda não aconteceu. Mesmo que eu ainda tenha pedaços para juntar... Guie-me! Faça que a luz que brilha seus olhos seja suficiente para trilhar meu caminho a ti.

Nenhum comentário: