domingo, 13 de dezembro de 2009

CEDO OU TARDE?

Por: Irisbel Correia

Um mês e cinco dias depois daquele momento mágico. Tantas coisas se passaram, roupantes de ciúmes de ambos, desconfianças e a tão temível insegurança.
A insegurança que teima em não desaparecer, indicio de que foi cedo demais para essa paixão avassaladora.
Dificil perceber, já que nunca sentiu nada igual, só se conhecem a três meses, e tantas coisas, quantas descobertas, não só um do outro, mais principalmente, ela esta descobrindo o que se passa dentro de si.
Seus anceios, suas angustias, seus medos e a vontade de querer estar com ele a todo momento só aumenta. Obstáculos, que ela vê como uma prova para que realmente ela saiba se realmente irá se entregar e mergulhar de cabeça nessa relação.
Tarde para voltar atras, já está envolta de planos futuros, planos esses que nem passava em sua cabeça outrora... aquela vontade de toda mulher de constituir família, que há tempos não pensava, voltou em seus pensamentos... até dormindo ela liga pra ele...
Destino, alma gêmea, não se sabe... só que cedo ou tarde eles irão se encontrar de novo... e quem sabe o AMOR ficar.

Nenhum comentário: